sexta-feira, 25 de dezembro de 2015

Feliz aniversário Jesus!



Escrito por Padre Antonio Maria
Uma das boas lembranças que tenho de minha infância é a celebração de nossos aniversários.

Éramos pobres. Papai trabalhava de pedreiro, mas não deixava passar em branco nossas festas. Sabíamos, no dia dos nossos aniversários, que ao voltar do trabalho, ele traria junto ao embrulho da marmita, um outro embrulho de doces finos comprados na confeitaria, uma das melhores do Rio de Janeiro. Mamãe nos segredou, já no fim da vida, que papai fazia horas extras, a fim de ter o dinheiro necessário para comprar os docinhos. O nosso aniversário era uma data muito importante para o nosso pai.

Pensando nom Natal, o aniversário de Jesus, penso que deveríamos tratar essa data com mais atenção e carinho e precisávamos pensar nas horas extras que deveríamos fazer a fim de ter mais possibilidades de festejar a altura do aniversariante. Para meus irmãos e para mim, os docinhos que papai comprava eram a marca registrada da festa. Éramos crianças. E para Jesus? qual será a marca registrada da sua festa? Não serão os doces da “Colombo”, muito menos as tradicionais ceias, as bebidas.

Para Jesus, o doce mais doce será nosso coração dócil aos apelos do PAI... a solidariedade aos irmãos.

Para Jesus o que importa não é a sofisticação da árvore de natal, dos comes e bebes... Mas, a pureza e a simplicidade de cada coração transformado em gruta cálida e aconchegante para que Maria recline aí seu Filho Divino.

Jesus quer o fruto de nossas horas extras. Que horas extras?

Geralmente, inundados que estamos na preocupação natalinas, como cartões, compras, presentes, não temos tempo para mais nada. É preciso fazer hora-extra. Ele merece! Vamos rezar mais. Façamos mais, boas obras... Horas-extras de Amor. Vale a pena. Não vamos nos perder no supérfluo, no periférico.

Vamos à essência. Natal é a Festa do nosso Salvador.

Os doces são para Ele. Não vamos a Colombo... Vamos, no silêncio da oração, ao nosso interior e confeccionemos, nós mesmos, com cobertura de carinho para alegrar o coração do Menino Deus. Afinal de contas Ele é uma criança. Festa sem doce, não é festa. O doce é você. O doce sou eu. Sem você, a festa de Jesus, não será festa. Sem Jesus, a nossa festa não será festa. Só com Ele, poderemos cantar: Feliz aniversário, Jesus! Senão, tudo será mentira...